MATÉRIAS

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015




QUE VENHA UM ANO MARAVILHOSO



O nosso caminho é feito pelos nossos próprios passos...

Mas a beleza da caminhada dependerá dos que vão conosco.

Analise muito bem e faça as melhores escolhas.


Criaremos uma nova etapa para que seja a melhor de todas, e assim serão todos os próximos anos de nossas vidas.

Teremos coragem para assumir e enfrentar as dificuldades. Teremos perseverança e jamais desistiremos dos nossos sonhos.

Que nesse novo ano possamos abraçar muito mais e poder repartir vitórias, sucesso e muito calor humano.

E assim, após tantos acontecimentos, receberemos 2016 com os braços abertos e com muita FÉ em nossos corações.


UM TOQUE DE CLASSE.

A moda sofre mutações.

Muitas vezes eu comento que a moda é redonda, ela vai e volta.

Seria perfeito se voltasse apenas o que marcou presença com a beleza e com a perfeição.

Não aprecio o exagero das transparências nos Vestidos de Noiva que, em muitos casos, ficam lado a lado com a vulgaridade.

É tão lindo ver fotos antigas que perduram no tempo e que guardam na memória um dia perfeito.

A nova tendência são os cintos para os Vestidos de Noivas.

E eu adoro.

Claro que deveremos avaliar o manequim na menina, o modelo do vestido e o tecido.

Sou apaixonada por esse detalhe que tanto chama a atenção dando um toque todo especial.

Fica um look charmoso e bem criativo.

O vestido poderá ser simples, sem muito brilho e sem precisar usar colares.

Já não sou muito a favor de colares. Gosto mais de um lindo par de brincos.

A mulher moderna alcança a maneira mais simples da elegância.

O bom gosto precisa ter conteúdo para que seja belo.

Nada contra aquela menina que deseja “causar” em seu casamento. É uma opção dela e eu respeito.

O mais importante é que ela se encontre no hoje e no amanhã, e que seja feliz.

Com carinho.

Fátima Ziegler Ziegler Dore
Cerimonialista.
Professora de Protocolo, Etiqueta e Postura.
Professora de Cerimonial Social.
‪#‎amooquefaço‬
‪#‎casamentocomamor‬
‪#‎fatimazieglercasamentos‬




sábado, 26 de dezembro de 2015

UMA NOVA TENDÊNCIA DAS NOIVAS BRASILEIRAS

Estava assistindo agora uma sequência de cinco programas sobre vestidos de Noivas no Brasil com grandes estilistas Paulistas.

Com conceitos bem interessantes dentro do orçamento de cada Noiva e dentro do sonho que foi idealizado por elas em suas noites de imaginações, mas que nem sempre ficou dentro dos primeiros traços dos desenhos.

A grande sacada é que superou todas as expectativas.

Volto a comentar sobre aquele assunto que eu já publiquei: Nem sempre o que você acha que ficará bem em seu corpo será o produto final.

Deixar a imaginação fluir e experimentar diversos estilos, até que o coração diga: É ESSE O VESTIDO DO MEU SONHO.

Ouvir aquela expressão: Nossa. Que lindo! É incrível. Superou as minhas expectativas.

Adorei ver as criações.

O passo a passo desde o forro até a produção final.

Um verdadeiro show.

O tomara que caia não é mais uma forte tendência entre as Noivas brasileiras.

Que bommmmmmmmmmmmm !!!!!!

Ual!!!! Como estou feliz com essa ideia de sair do tomara que caia que estava tão cansativo.

Era como se fosse uma fábrica de vestidos em série.

Agora temos a oportunidade de ver Noivas com belíssimos vestidos com mangas longas, abusando nas rendas francesas, seda, tule, musseline, zibeline, organza, finalizando com os delicados bordados e brilhos encantadores, com a bossa das grinaldas sempre combinando com cada estilo da menina e do vestido.

Simplesmente eu adorei o programa.

Finalmente uma repaginada brasileira.

Fátima Ziegler Ziegler Dore
Professora de Etiqueta e Postura
Professora de Cerimonial Social.
21 - 22342943 / 987263276
E-mail: fatimaziegler@outlook.com




sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

Que venha 2016

Com muito amor.

Com muita garra.

Com a certeza de que tudo será maravilhoso.

Com a emoção de viver todos os sucessos.

Com momentos incríveis.

Com a certeza da vitória em cada trabalho.

Com as decisões acertadas.

Com as pessoas certas ao nosso lado.

Vamos lá futuro.

Eu estou pronta para vencer.

Fatima Ziegler
Professora de Protocolo, Etiqueta e Postura
Professora de Cerimonial Social
21-2234.2943 / 987263276 

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015


ENTRE O "SIM" e o "NÃO" - FAÇA SEMPRE O CORRETO.

SIM


Chegar pontualmente no local da cerimônia

Noiva atrasar já caiu de moda e não tem mais graça. E, muitas vezes, custa bem caro esse atraso

Escolher o melhor traje para os pais e os padrinhos. Não desejando o meio fraque, indique o terno preto acompanhado da camisa social branca e a gravata cinza lisa e o lenço da mesma cor da gravata (nesse caso não use a flor na lapela).

· As mães dos noivos devem manter a elegância, esquecendo um pouco da sensualidade.

Lembrando que, após a noiva, que é a maior estrela do momento, as mães serão destaques

A acomodação na recepção deverá ser para todos os convidados. O lounge é interessante e movimenta bem a festa, mas pensar nas pessoas de idade é uma maneira delicada de dizer “obrigada pela sua presença”.

Agradecer corretamente aos presentes recebidos,

Sobrescrever os convites, não abreviando os títulos de cada convidado

Escolher as daminhas com idade acima de seis anos

Presentear os padrinhos como agradecimento, deve ser feito no ato da entrega do convite do casamento

· Escolher um vestido de noiva que componha o seu corpo, o seu sonho, o horário da celebração, o local da cerimônia e o local da recepção.

E o mais importante: Sentir a emoção de cada segundo que esse dia representará em sua vida

Ao deixar o ninho, retire com cautela as suas roupas do armário. Os seus pais estão sofrendo sem que você veja

Aproveite muito a sua festa sendo delicada e cordial com os convidados e com os profissionais

Não

É indelicado anexar ao convite o cartão informando o local que se encontra a lista de presentes

Em sua recepção não ofereça bebidas diferentes para grupos diferentes de convidados

Caso os noivos façam a opção de cotas para a lua de mel como presente, não informem no convite, coloque delicadamente essa informação no site dos Noivos

Na escolha das madrinhas não “determine” a cor do vestido, aguarde que elas se pronunciem – não se esqueça de lembrar que o preto, branco, marfim e floral não são bem vindos no altar

Não se joga o Santo Antonio, ele é um Santo e as pessoas católicas não apreciam essa nova modalidade (levei uma bronca de uma Senhora)

O ato de passar a gravata continua sendo deselegante e sempre será. Imagina então cobrar através do cartão de crédito.

É perigosa a decisão de não cumprimentar os seus convidados, analise bem essa decisão com a sua família. Veja se o Presidente da sua Empresa está presente ou o seu Comandante

· O noivo não deve usar traje na cor branca, esse é um privilégio apenas da noiva

O traje do noivo ao pode ser inferior aos pais e padrinhos

Não exagere na maquiagem, use produtos bem suaves e deixe que os olhos e a boca sobressaiam

Convidando para a festa, convide também para a recepção

Não deixe marca de biquíni aparecendo no dia do casamento, o ideal é não se expor ao sol seis meses antes

Noivos alcoolizados realmente é um fexame, os pais dos noivos alcoolizados é um absurdo


Fatima Ziegler.
Cerimonialista.
Professora de Protocolo e Etiqueta e Postura.

21 - 22342843 / 987263276
E-mail: fatimaziegler@outlook.com


quarta-feira, 9 de dezembro de 2015



Quando os Noivos deixam o ninho...

Certa vez, conservando com a mãe de uma Noiva, ela comentou que o sofrimento maior no casamento de sua filha foi no momento que ela começou a levar todas as roupas do armário.

Ela contou o quanto foi sofrido esse dia e o quanto foi difícil se fazer de forte como se tudo isso fosse natural, mas não conseguiu.

Ela desabou!

E agora? Como seria aquele quarto vazio?

O silêncio das conversas entre mãe e filha, ou até mesmo entre mãe e filho, pois esse sentimento não é diferente, sendo homem ou mulher.

O jantar à mesa ficaria reduzido com a falta da menininha do papai e a cama estaria sempre arrumada.

Até aquele momento, eu não tinha atentado para esse sentimento que tanto abalava os pais.

Eu tenho apenas um filho e, graças a Deus, ele já está casado há seis anos, mas eu não vivi o drama do ninho vazio.

Ao contrário de muitas mães, eu tive o privilégio de ganhar uma filha que veio preencher e alegrar nosso ninho.

É importante que os Noivos pensem nesse momento e façam os movimentos com mais cautela e sensatez.

Não importa a sua independência financeira, o sofrimento dos pais será o mesmo.

O importante é começar a retirar aos poucos alguns cabides, com um espaço de tempo maior, e, se possível, colocar em mochilas para que as mães não observem.

É interessante que alguns trajes continuem nos cabides do armário e que não sejam levados.

Será uma forma de manter a sensação da sua presença e aquele característico cheirinho dos filhos amados.

Em maio de 2016, farei o casamento de uma Noiva que é filha única e eu já estou imaginando como será esse momento.

Ela já me contou que a sua mãe pediu que ela não desfizesse o armário.

Vocês podem imaginar que as lágrimas já estão rolando.

Fiz um casamento que o Noivo chamava-se Vinicius (o mesmo nome do meu filho) e também era filho único. Nós conversávamos bastante e ela narrava como seria o momento de vê-lo seguir a sua própria vida ao lado de sua esposa.

No dia do casamento, quando ele a abraçou e os dois choraram muito, eu também chorei, imaginando como seria o meu ninho vazio.

Algumas pessoas podem imaginar que tudo isso é uma besteira e que os pais devem estar preparados para esse momento.

Não. Não é bem assim que os sentimentos são avaliados.

Segundo o relato de uma Psicóloga: a tristeza presente nessa síndrome vem acompanhada pela ausência de objetivos e pode transformar-se em depressão.

Nada vai substituir a saída dos filhos, mas é preciso entender que a fase da vida mudou, e se a pessoa não buscar outras fontes de prazer ela pode desenvolver muitas doenças.

Não é para ignorar os sintomas mas, sim, aceitar a dor, aceitar a saída dos filhos, se adaptar a essa mudança e dar novo sentido à vida.

Alguns psicólogos pedem até que adotem cães para preencher o vazio de sua vida.

Vejam como esse assunto é delicado e sério.

Imagino que muitas pessoas jamais pararam para pensar nisso, nem olharam para os pais com esse conhecimento.

Foi pensando em tudo isso que resolvi escrever esse artigo e dividir um pouquinho de tudo isso com vocês, cerimonialistas, amigos e pais.

Algumas mudanças no comportamento dos pais, no decorrer da organização do casamento, têm muito a ver com tudo isso.

Sou mãe.
Sou profissional.
Sou sentimental.

Sou Fatima Ziegler.

Professora de Protocolo, Etiqueta e Postura
Cerimonialista de Casamentos
21 - 22342943 / 987263276
E-mail - fatimaziegler@outlook.com


domingo, 6 de dezembro de 2015

MARINHA DO BRASIL


ESCOLA NAVAL

A Formatura dos Aspirantes 2015.

Data: 05 de dezembro de 2015.

Ministrei o Curso de Protocolo, Etiqueta e Postura.

Eles foram meus alunos e foi uma experiência incrível em minha vida.

Conheci as suas histórias. Falamos sobre os sete anos que eles passaram juntos. Falamos também sobre os sonhos e a ansiedade para a chegada da formatura. Mas eles não escondiam a emoção da despedida da Escola Naval e dos amigos que seguirão para partes diferentes do nosso país.

A separação não é fácil.

A Cerimônia foi diferente de tudo que já assisti.

Pura emoção.

O momento que eles marcharam, beijaram o espadim e o levantaram para o céu, colocando-o sobre a mesa.

O espadim será entregue para os próximos alunos.

Os pais, que estavam ao meu lado, foram chamados para trocar a platina do primeiro aluno de turma.

Nossa!! Como eles estavam felizes e emocionados.

Logo após as mães e madrinhas de todos os alunos, entraram para colocar as platinas em seus filhos e afilhados.

Nesse momento foi difícil retirar todas as pessoas de perto de seus filhos, pois a emoção era forte demais.

Agora eles seguiam em formatura e em direção aos Almirantes de Esquadra que, nesse momento, já se encontravam perfilados para a entrega da espada, que ficará parte da carreira, ao lado esquerdo do corpo, por toda a vida.

A emoção aumentou ainda mais, quando eles começaram a cantar a Música Adeus minha Escola Querida:

“Adeus, minha escola querida!
Adeus, vou à pátria servir;
Adeus, camaradas gentis,
Adeus, adeus, adeus!
Eu vou partir, eu vou partir.

O nome dessa turma é em homenagem a um dos alunos que faleceu na piscina da Escola Naval:
Vitor Lauria Pinto da Silva.

Durante todo o tempo da cerimônia uma gaivota solitária, sobrevoava e lá permaneceu sobre os alunos do inicio ao fim.

Parabéns a Marinha do Brasil pela belíssima organização.

Parabéns aos queridos alunos.

Desejo muito sucesso em suas carreiras.

Fatima Ziegler.
Professora de Protocolo e Boas Maneiras
 21 - 22342943 / 987263276
E-mail: fatimaziegler@outlook.com


Formatura





Recordação dos dias de aula


Primeiro aluno de Turma






quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Pedido de uma borboleta:


Deixe-me viver !

Já que as borboletas são tão lindas, então vamos matá-las... (nova moda para casamento).

Pensei muito sobre esse assunto que tanto me entristece.

Fiquei ainda mais sentida quando eu li os comentários das pessoas que tinham se deparado com essa situação pela primeira vez.

Peço licença para quem acha isso o máximo, mas desejo expor a minha opinião e o meu total desprezo para os adeptos, assim como para aquele cidadão que congela as borboletas.

A borboleta passa por um processo tão doloroso para alcançar o sucesso da beleza de suas cores e do bater de suas asas, que merecia ser mais valorizado, e quem sabe até apreciado por você.

Lindo saber que ainda temos as belas cores das borboletas na natureza, exatamente no meio de pessoas tão "grafite" de alma.

Quando a borboleta passa por essa mutação, lá vem o cidadão que a congela e tem a cara de pau de vender um pesadelo (para mim isso jamais será sonho) para as Noivas que sonham em abrir as caixinhas contendo as borboletas.

Muita pretensão achar que elas darão encanto ao seu casamento, ou que pousem em suas alianças ou em suas belas caudas brancas do seu vestido de Noiva.

Vocês sabiam que a borboleta tem uma vida tão curta, que muitas vivem apenas 24 horas após conseguirem voar e mostrar as suas belas cores?

Vocês sabiam que ao abrirem a caixa ela estará cheia de sangue, porque muitas vieram se debatendo para tentar sobreviver?

Isso é a mais pura verdade.

Fiz um Casamento e a Noiva, que é super querida, disse que tinha contratado esse serviço.

Eu contei para ela o que relatei acima.

Ela ficou muito triste e pediu desculpas informando que não sabia nada disso.

Felizmente o produto não chegou. O assassino de borboletas não encaminhou o produto.

Ficamos alegres demais e o casamento foi um dos mais lindos que eu já vi, não precisou de nenhuma borboleta encaixotada para colorir um momento de intenso e verdadeiro AMOR.

O casal de Noivos, seus familiares e os convidados tinham uma energia tão positiva que formou-se um abençoado arco-íris.

A atmosfera da felicidade é a cor mais intensa que esse momento poderá viver.

Desabafo de Fatima Ziegler

Cerimonialista

Professora de Protocolo, Etiqueta e Postura
21 - 2234.2943 / 987263276