MATÉRIAS

terça-feira, 5 de junho de 2012



CERIMÔNIA INDIANA


Um ritual nos casamentos indianos é a troca de colares de flores entre os noivos, que representa a união.

Eles dão (em alguns casos) sete voltas ao redor do fogo.

A henna, que é chamada por eles de Mehndi, é algo que com certeza, não pode faltar.

A noiva é pintada de mehndi nas mãos e nos braços, até um pouco antes do cotovelo, e nos pés e tornozelo. 

Dizem que quanto mais escura for à pintura mais o marido irá amar a esposa, tendo como sorte também o amor da sogra pela nora, uma relação um pouco complicada. 

A família também usará a henna.

Tudo começa na semana anterior à boda, com alguns rituais ligados à fertilidade, como a decoração das mãos da noiva e suas amigas com belos desenhos de henna.

Esse ritual se faz acompanhado por lindas canções nas quais se fala da nova vida de casada que a noiva está começando.

Depois disso, há vários encontros, trocas de presentes e brincadeiras, que preenchem os dias que antecedem a festa.

O pensamento de casamento é diferente do nosso, nem sempre é por amor, mas para formar uma família. 

A noiva se casa com a família.





As castas na Índia estão divididas em: brâmanes (religiosos e nobres), xatrias (guerreiros), vaixas (camponeses, artesãos e comerciantes), sudras (escravos) e párias, chamados de haridchans, haryans ou dalits (categoria abaixo dos escravos).


A duração do casamento vai de três a sete dias.

Na noite anterior ao casamento, acontece a cerimônia chamada de Sangeet.

Durante a festa a família e os amigos dos noivos fazem uma apresentação e depois um DJ indiano comanda a comemoração, com músicas dos famosos filmes de Bollywood e a Bhangra Dance.

Na entrada do Sangeet, as mulheres recebem uma pulseira de flores ou pulseiras coloridas e os homens recebem um pano colorido para amarrar no punho.

As mulheres também recebem uma cartela de bindhi (terceiro olho).

Essas lembranças são distribuídas para alegrá-los e tornar a festa bem colorida.

Saptapadi

Darão sete voltas ao redor da fogueira, que representam à união do casamento. 






O noivo colocará um anel de prata no dedo do pé da noiva e para jurar fidelidade eterna ele colocará o pé direito sobre a pedra e em seguida a noiva fará o mesmo (colocando o pé direito sobre a pedra) e jurando que terá forças durante o casamento como uma rocha.


De mãos dadas, eles rodeiam o fogo sagrado por sete vezes, recitando o juramento.

O número sete refere-se a Terra, o Sol, a Lua e aos quatro Planetas visíveis a olho nu.







"Todo o prazer e a dor dividirão comigo, seja aonde for, lá estarei. 

Eu protegerei nossa família, com nosso amor, que amo com meu coração pleno.

Lavaremos nossas mentes, limpas da poeira na água da sabedoria, que conhecemos e confiamos juntos.

Aproveitaremos nossa alegria e trabalho, reduzindo o sofrimento alheio.

Eu quero seu querer e permanecerei sempre fiel.

Viveremos com nossos meios e saúde espiritual. 

Que, com esse fogo por testemunha, você estará comigo até a morte".


O vestido vermelho é o indicado para as noivas.

Elas usam muito vermelho com dourado e o branco é reservado para luto, quando a mulher fica viúva ela usará o branco.

Geralmente a noiva leva uma semana para se aprontar para o casamento.

As roupas devem ser cheias de cores por serem mais festivas e ter muito brilho, muitas jóias, muito ouro, não apenas para os noivos como também para os convidados.

As mulheres indianas escolhem vermelho, cor da deusa Lakshmi, símbolo da beleza, da fartura, da generosidade e principalmente da riqueza e da fortuna.

A deusa é sempre invocada para amor, fartura, riqueza e poder.

É o principal símbolo da potência feminina, sendo reconhecida por sua eterna juventude e formosura. 

O noivo usa um turbante e muitas vezes são acompanhados por um vice noivo.






Muitos casamentos indianos são realizados na casa da noiva, com isso a família do noivo faz um cortejo até a casa da noiva.


Os noivos estarão descalços, assim como todos que estarão no altar.





Com essa troca de colares começam os ritos do casamento simbolizando que a partir dali serão um só.


Alguns usam o vice-noivo e a vice-noiva que são as sombras do noivo e da noiva, respectivamente, e também passam por um processo de preparação para o casamento, o que não deixa de ser uma aliança.





Os indianos acreditam que o vice-noivo dê sorte ao noivo, além de dar apoio a ele durante a cerimônia. 

É uma tradição que as famílias troquem muitos presentes no dia do casamento.

Um ritual curioso da cerimônia de casamento indiano é quando o pai da noiva lava os pés do noivo.

“É para que ele fique tão puro quanto à noiva”.




A Celebração do casamento é feita por um brahmane ou um Pandith, ele é peça chave de um casamento, é ele que conduz toda a cerimônia. 

O Pandit faz o tilak vermelho nos parentes, dando inicio a cerimônia com o famoso Namastê.

Diferente da nossa cultura, quem espera o noivo é a noiva, nesse caso é quando a cerimônia é realizada na casa da noiva.





Os indianos usam um pensamento para o casamento, quando eles se referem ao sentimento ser como uma chaleira com água fria, que vai aquecendo e tornando o amor cada vez maior com o passar dos anos.


Alguns elementos fundamentais que cabem na cerimônia de um casamento indiano:

Flores frescas – significa a beleza

Ghee – a manteiga especial para alimentar o fogo sagrado.

Sindur – pó vermelho para trazer boa sorte, que será usado pela esposa após o casamento.

Arroz e outros grãos – representam à comida necessária para a vida.

Côco – fertilidade feminina

Água – elemento de purificação

Agni – fogo sagrado

A decoração do altar deve ter flores e tecidos em seda, que podem combinar com a roupa dos noivos.

Haverá uma pedra forte como um granito para o momento do Saptapadi

Eles usarão doces e amargos na cerimônia, o que significa que eles se apoiarão durante toda a vida nos momento bons e ruins.

O vestido da noiva é um Saree feito com algodão ou seda, lentejoulas, brilhos e miçangas. 

Geralmente as noivas trocam de roupa para a festa, colocando um vestido mais a vontade para as danças.

No final de Cerimônia o noivo passará em sua noiva o sindro (pó vermelho) que será usado todos os dias até a sua morte ou até ficar viúva.

Como conclusão da cerimônia os noivos buscam a bênção das pessoas idosas, que dizem por sua vez “Petru Pathunarum, o Vahlga Peruvahlum” - traduzindo: Que vocês alcancem as dezesseis benevolências e vivam uma vida gloriosa”.

16 benevolências:

Casa, Esposa, Crianças, Mãe, Cereais, Água, Terra, Gado (riqueza), Instrução, Mente clara, Inteligência, Moral, Força, Ouro, Recursos e Prazer.


Fatima Ziegler Cerimonial Social. 
























Um comentário:

  1. Oi Fatima, me responde o que significa a agua num casamento indiano?

    ResponderExcluir