MATÉRIAS

terça-feira, 3 de março de 2015

Entrevista realizada por Fatima Ziegler - Diretora da Câmara Nacional de Cerimonia Social.

Entrevistado: Sr. Braz Geraldo - Cerimonialista Interno da Paróquia Nossa Senhora do Brasil - Responsável pelo Cerimonial Interno da Paróquia.



Cerimonialista das Bodas de Thiaguinho e Fernanda Souza é discreto, elegante e atua há mais de 40 anos com ética e responsabilidade. 

24 de Fevereiro de 2015 | Ele assinou o Cerimonial de casamento do cantor Thiaguinho com a atriz Fernanda Souza, que toma conta dos noticiários em todo o País. E se você pensa que vamos mostrar um profissional caricato, cheio de mídia, com um smartphone frenético nas mãos, com um olho nos noivos e o outro nas redes sociais, prepare-se! O Portal do Cerimonial traz em primeira mão, e com exclusividade, um nome para você anotar e não perder de vista.

Seu Braz, como ele gosta de ser chamado – sob o destaque para o “com Z” que ele faz questão – é o que se pode chamar de cerimonialista nato. Com a bagagem de mais de 40 anos na Paróquia Nossa Senhora do Brasil, nessa função, ele desenvolveu a habilidade e a competência capazes de colocar em cheque muitos cerimonialistas estrelados que estão no mercado.

Discreto e elegante, preferindo nem exibir sua foto nesta entrevista, Braz Geraldo assinou o que chama de “Cerimonial interno” daquele Templo, limitando-se a dizer, com inteligência, que sua atribuição está na ordenação do cortejo e disposição dos noivos, pais e padrinhos no altar, observando o rito litúrgico que a celebração pede, e merece.

Tamanha segurança foi indispensável para o exercício perfeito da função de ordenador de nomes como Luciano Huck e Angélica, Cláudia Raia, Péricles entoando o “Pai Nosso” e outros mimos já mostrados pela grande mídia. E Braz destaca que todos “foram extremamente gentis e compreensivos; chegaram cedo, e colaboraram bastante para que tudo fosse perfeito”. Perfeição essa somente superada pela sacada de mestre, totalmente compreensível, ao preceder a saída dos padrinhos aos noivos, permitindo a total compatibilidade com o arsenal de imprensa que os aguardava já na qualidade de Senhor e Senhora Thiaguinho, a porta da Nossa Senhora do Brasil.

Desprendido, quando perguntado sobre o polêmico e amplo episódio de cerimonialistas que se trajaram com seus uniformes e correram para Igreja com vistas a garantir uma “pontinha” de cliques para os seus portfólios, Braz Geraldo limitou-se a... silenciar e expressar um leve sorriso.

Maturidade digna dos 40 anos de atuação de um Cerimonialista para anotar o nome e não perder de vista. Porque os eventuais “pais da criança” não sobrevivem nem a próxima edição dos folhetins que cobrem a feliz noite de Thiaguinho e Fernanda.





Nenhum comentário:

Postar um comentário